Manuela volta a defender redução do preço do gás de cozinha

Publicado por 20 de junho de 2018 às 10:03

Em um comentário na sua página nas redes sociais, Manuela citou dados de 2016 da Agência Internacional de Energia que apontam que 2,7 bilhões de pessoas no mundo cozinham com biomassa como fonte de calor.

“O preço atual do gás de cozinha jogou milhões de brasileiros, crianças inclusive, nessa estatística. É por isso que é urgente garantir gás de cozinha a um preço acessível!”, defendeu.

Ainda de acordo com o levantamento da Agência Internacional de Energia citado por Manuela, a exposição contínua ao ambiente familiar com fumaça mata 3,5 milhões de pessoas prematuramente por ano.

No Rio de Janeiro, por exemplo, o preço do gás completo, ou seja, quando o consumidor não tem o botijão e precisa comprar o produto, tem um custo que varia até 38,4%, com valores que vão de R$ 195, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, até R$ 270 em Niterói, na Região Metropolitana da capital, segundo levantamento do jornal Extra.

Quando o consumidor já tem o botijão, o valor também é alto, podendo chegar a R$ 78.

Lenha

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que subiu para 17,6% a parcela de lares que passaram a utilizar carvão ou lenha em substituição ao gás no Brasil, como efeito direto do aumento do botijão de gás de cozinha.

Significa dizer que mais de 1,2 milhão de brasileiros deixaram de utilizar o gás de cozinha no ano passado. De acordo com o IBGE, o maior aumento no uso de lenha e carvão no preparo de alimentos aconteceu na Região Nordeste onde mais de 400 mil lares deixaram de fazer uso do gás de cozinha.

O índice de uso destes combustíveis para cozinhar passou de 22,1% para 24,1% dos domicílios nordestinos. No ano passado, o gás de cozinha subiu 16%, mais de cinco vezes acima da inflação oficial.

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Manuela volta a defender redução do preço do gás de cozinha – O Itaqui Notícias Manuela volta a defender redução do preço do gás de cozinha | O Itaqui Notícias