Tiroteio em cidade belga deixa quatro mortos; polícia mata atirador

Publicado por 29 de maio de 2018 às 08:28

Dois policiais e a passageira de um veículo morreram em um tiroteio em Liège, informou a porta-voz da Procuradoria da cidade do Leste da Bélgica, Catherine Collignon, antes de explicar que o autor dos tiros também foi morto. O tiroteio aconteceu às 10h30 locais (5h30 em Brasília) em uma avenida do centro da cidade, perto do instituto Waha. A investigação do incidente foi assumida pela Procuradoria Federal da Bélgica, encarregada pelos casos de terrorismo.

A polícia de Liège informou que intervenção das forças de segurança aconteceu pela “tomada de um refém em uma avenida de Avroy”, no centro da cidade de 20 mil habitantes. O governador da província de Liège, Hervé Jamar, tuitou sobre a tomada de refém no instituto Waha, mas indicou que “nenhum aluno ficou ferido e o indivíduo foi neutralizado”.

De acordo com a imprensa local, o sequestrador teria gritado “Allahu Akbar” (Alá é grande), antes de ser abatido pela polícia.

— O caso foi encaminhado à Procuradoria Federal já que existem elementos que vão na direção de um atentado terrorista — afirmou Eric Van Der Sypt, porta-voz do Ministério Público.

O centro de crise antiterrorista belga, que está monitorando a situação, disse que não se pode excluir terrorismo como a motivação do crime, mas também está analisando outras possíveis razões.

— (Terrorismo) é uma das questões sobre a mesa, mas por enquanto todos os cenários estão abertos — disse um porta-voz do órgão.

Imagens nas redes sociais mostram pessoas correndo pela avenida onde aconteceu a troca de tiros, com disparos e sirenes ecoando no fundo.

“Nossos pensamentos estão com as vítimas deste ato horrível. Estamos no processo de estabelecer uma visão geral do que aconteceu exatamente”, escreveu no Twitter o ministro do Interior, Jan Jambon.

Policiais e militares foram alvos de várias agressões desde 2016 na Bélgica, onde o grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou um atentado em março de 2016, que deixou 32 mortos no metrô e aeroporto de Bruxelas. O país está alerta desde então.

O último ataque considerado “terrorista” no país aconteceu em 25 de agosto de 2017, quando um homem de 30 anos de origem somali atacou, com uma faca, dois soldados aos gritos de “Allahu Akbar” no centro de Bruxelas. Um soldado ficou levemente ferido e o autor do ataque foi morto.

Liège, uma cidade industrial perto da fronteira com a Alemanha na região francófona da Bélgica, foi alvo de um tiroteio em 2011, quando um atirador matou quatro pessoas e feriu outras 100 antes de atirar contra si.

 

Por:Extra

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Tiroteio em cidade belga deixa quatro mortos; polícia mata atirador – O Itaqui Notícias Tiroteio em cidade belga deixa quatro mortos; polícia mata atirador | O Itaqui Notícias