Pastor que espiava mulheres em banheiros vai usar tornozeleira eletrônica

Publicado por 17 de outubro de 2018 às 08:32

O pastor de uma igreja evangélica que fazia buracos em banheiros químicos para espiar mulheres, no Parque da Cidade, teve a liberdade provisória decretada em audiência de custódia, na tarde desta terça-feira (16/10). O homem, de 41 anos, deverá usar tornozeleira eletrônica  e responde por dano e importunação sexual.

O acusado foi preso em flagrante no domingo (14/10)  pela Polícia Militar do Distrito Federal. Com ele foram encontradas ferramentas usadas para fazer buracos nos toaletes. O crime aconteceu no Estacionamento 9 do Parque da Cidade durante um circuito de corrida. O pastor é casado e tem um filho pequeno.

A liberação foi concedida sob a imposição de cumprimento de medidas cautelares como manter a tornozeleira intacta e ligada, obedecer aos horários de permanência em locais permitidos e não praticar nenhum crime.

“Considerando as penas previstas para os crimes ora imputados e também a primariedade, existência de endereço fixo e de ocupação lícita, tenho que não se faz necessária a segregação cautelar. Contudo, considerando a natureza sexual de uma das infrações e também a possível vulnerabilidade de outras vítimas, entendo que o caso demanda o uso da tornozeleira eletrônica, com vistas a monitorar o autuado, evitando a reiteração criminosa”, justificou o magistrado.

O processo contra o pastor foi distribuído para a 5ª Vara Criminal de Brasília, onde será apurado e julgado até uma decisão final.

Correio Braziliense

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Pastor que espiava mulheres em banheiros vai usar tornozeleira eletrônica – O Itaqui Notícias Pastor que espiava mulheres em banheiros vai usar tornozeleira eletrônica | O Itaqui Notícias