Vantagem, Mineirão lotado e números do ataque: Cruzeiro tem trunfos em jogo do ano contra o Flamengo pela Copa Libertadores

Publicado por 29 de agosto de 2018 às 09:24

O Cruzeiro tem pelo menos três grandes trunfos no duelo contra o Flamengo, às 21h45 desta quarta-feira, no Mineirão, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América. O primeiro é óbvio e matemático: a vitória por 2 a 0 na partida de ida, em 8 de agosto, no Maracanã. O time celeste ainda contará com arquibancadas cheias e números positivos de seu setor ofensivo na competição. O rubro-negro, por sua vez, tentará algo inédito em 113 anos: inverter vantagem de dois gols construída por um adversário em confrontos de mata-mata.

Dois episódios vivenciados pelo próprio Cruzeiro alimentam a esperança do Flamengo. Em 2011, o time mineiro foi eliminado nas oitavas de final da Libertadores ao perder para o Once Caldas, da Colômbia, na Arena do Jacaré: 2 a 0. Na partida de ida, havia vencido por 2 a 1. Em 2015, mais uma frustração cruzeirense: revés de goleada no Mineirão para o River Plate, da Argentina, por 3 a 0. Antes da tragédia, a classificação celeste era vista com otimismo, pois a equipe se agigantara no Monumental de Núñez e ganhara por 1 a 0 o primeiro embate das quartas de final.

Tais fracassos foram raras exceções na trajetória copeira do clube celeste. Em 20 mata-matas, o Cruzeiro ganhou o primeiro jogo na casa do adversário e confirmou a classificação diante de seus torcedores. Na Copa Libertadores, essa situação ocorreu nas edições de 2001, contra o El Nacional do Equador, e 2009, ante a Universidad de Chile. Além disso, há o retrospecto favorável sob o comando do técnico Mano Menezes. Em 13 confrontos eliminatórios cujo segundo jogo aconteceu em BH, o Cruzeiro obteve 100% de aproveitamento. Uma das vítimas foi o próprio Flamengo, na final da Copa do Brasil de 2017.

O ambiente do Mineirão também promete ser favorável ao Cruzeiro. Os sócios do futebol esgotaram a carga comercializada pelo clube celeste há oito dias. As demais entradas (aproximadamente 7 mil) ficaram sob responsabilidade da Minas Arena, empresa que administra o estádio. Com relação aos bilhetes destinados aos visitantes, os torcedores do Flamengo compraram antecipadamente 4 mil dos 6 mil à venda.

A diretoria cruzeirense tem expectativa de que o público do compromisso pela Copa Libertadores supere a marca registrada na decisão da Copa do Brasil de 2017. De acordo com o boletim financeiro do jogo disponibilizado no site da Confederação Brasileira de Futebol, 56.596 pagantes proporcionaram arrecadação bruta de R$ 7.881.058,00. O número de presentes no estádio naquela noite de 27 de setembro chegou a 61.146. Campeão após vencer nos pênaltis por 5 a 3 (empate por 0 a 0 no tempo normal), o Cruzeiro embolsou na ocasião R$ 4,5 milhões líquidos com bilheteria.

No Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro ocupa posição intermediária (7º, com 30 pontos), porém tem sido constantemente questionado pelo baixo número de gols. Foram 18 nas 21 primeiras rodadas, acima somente dos últimos colocados Ceará (12) e Paraná (10). Já na Copa Libertadores, a situação é oposta: o time detém o ataque mais positivo, com 17 gols.

Os gols do Cruzeiro na competição continental estão distribuídos entre Thiago Neves (5), Sassá (4), Arrascaeta (3), Rafael Sobis (1), Rafinha (1), Robinho (1), Leo (1) e Lucas Silva. Na fase de grupos, o time conseguiu placares elásticos sobre Universidad de Chile (7 a 0, no Mineirão) e Vasco (4 a 0, em São Januário). Thiago Neves, o artilheiro, tem índices expressivos no torneio: das 17 finalizações dadas por ele, sete foram em direção ao gol adversário. Os números são do Footstats.

Mano Menezes comandou dois treinamentos sem a presença da imprensa. Apesar do mistério, ele deverá manter a base titular do setor ofensivo, com Robinho, Thiago Neves, Arrascaeta e Barcos. A dúvida fica na lateral direita: joga Lucas Romero ou Edilson? Caso tenha se mostrado preocupado em montar um esquema mais defensivo, Mano escolherá o argentino, com melhor capacidade de marcação. Edilson, que não joga há duas semanas em função de desgaste muscular, tem mais qualidade nos avanços à linha de fundo e em chutes de longa distância.
Já o Flamengo aposta na qualidade de seus meio-campistas para dominar a posse de bola e criar condições de chutar a gol. Os meias Everton Ribeiro, Diego e Lucas Paquetá terão a missão de municiar o velocista Vitinho e a referência Henrique Dourado. A escalação rubro-negra será a mesma do empate por 2 a 2 com o América, domingo, no Independência. Para avançar, o time carioca precisará vencer por no mínimo dois gols de diferença, desde que marque três ou mais vezes. Triunfo por 2 a 0 levará a disputa para os pênaltis.
CRUZEIRO X FLAMENGO
CRUZEIRO
Fábio; Lucas Romero (Edilson), Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Barcos
Técnico: Mano Menezes
FLAMENGO
Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar; Everton Ribeiro, Diego, Lucas Paquetá e Vitinho; Henrique Dourado
Técnico: Maurício Barbieri
Motivo: jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores
Estádio: Mineirão
Data: quarta-feira, 29 de agosto de 2018, às 21h45
Árbitro: Andrés Cunha (URU/FIFA)
Assistentes: Nicolas Taran (URU/FIFA) e Mauricio Espinosa (URU/FIFA)
OS MATA-MATAS DO CRUZEIRO COM JOGOS FORA DE CASA NA IDA
* Não constam na lista os duelos pelo Campeonato Mineiro
COPA LIBERTADORES
2001
Oitavas de final
El Nacional-EQU 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 4×1 El Nacional-EQU
2009
Oitavas de final
Universidad de Chile 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 2×0 Universidad de Chile
2011
Oitavas de final
Once Caldas-COL 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 0x2 Once Caldas-COL
2015
Quartas de final
River Plate-ARG 0x1 Cruzeiro
Cruzeiro 0x3 River Plate-ARG
SUPERCOPA
1988
Primeira fase
Independiente-ARG 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 1×0 Independiente-ARG
1992
Semifinal
Olimpia-PAR 0x1 Cruzeiro
Cruzeiro 2×2 Olimpia-PAR
COPA MERCOSUL
Quartas de final
River Plate-ARG 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 2×0 River Plate-ARG
COPA SUL-AMERICANA
2005
Primeira fase
Juventude 1×3 Cruzeiro
Cruzeiro 0x1 Juventude
CAMPEONATO BRASILEIRO
2000
Oitavas de final
Malutrom-PR 0x3 Cruzeiro
Cruzeiro 1×1 Malutrom-PR
COPA DO BRASIL
1993
Quartas de final
São Paulo 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 2×2 São Paulo
1995
Primeira fase
CSA 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 4×0 CSA
1996
Oitavas de final
Vasco 2×6 Cruzeiro
Cruzeiro 1×1 Vasco
2000
Terceira fase
Caxias 1×3 Cruzeiro
Cruzeiro 6×1 Caxias
2003
Semifinal
Goiás 2×3 Cruzeiro
Cruzeiro 2×1 Goiás
2005
Primeira fase
Sergipe 0x1 Cruzeiro
Cruzeiro 7×0 Sergipe
Quartas de final
Baraúnas 3×7 Cruzeiro
Cruzeiro 5×0 Baraúnas
2013
Segunda fase
Resende-RJ 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 4×0 Resende-RJ
2016
Terceira fase
Vitória 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 2×1 Vitória
Oitavas de final
Botafogo 2×5 Cruzeiro
Cruzeiro 1×0 Botafogo
2017
Terceira fase
Murici-AL 0x2 Cruzeiro
Cruzeiro 3×0 Murici-AL
Quarta fase
São Paulo 0x2 Cruzeiro
Cruzeiro 1×2 São Paulo
2018
Oitavas de final
Atlético-PR 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 1×1 Atlético-PR
COPA SUL-MINAS
2001
Final
Coritiba 0x2 Cruzeiro
Cruzeiro 3×0 Coritiba
2002
Final
Atlético-PR 1×2 Cruzeiro
Cruzeiro 1×0 Atlético-PR
Fonte:df.superesportes

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Vantagem, Mineirão lotado e números do ataque: Cruzeiro tem trunfos em jogo do ano contra o Flamengo pela Copa Libertadores – O Itaqui Notícias Vantagem, Mineirão lotado e números do ataque: Cruzeiro tem trunfos em jogo do ano contra o Flamengo pela Copa Libertadores | O Itaqui Notícias