Na reta final, Durval e Léo Ortiz viram titulares e tentam pôr em prática parceria

Publicado por 20 de setembro de 2018 às 08:43

A parceria entre Léo Ortiz e Durval representa a sexta dupla de zaga do Sport só nesta Série A. No último domingo diante do Corinthians, aliás, os jogadores fizeram a primeira partida juntos. Agora, ganharão continuidade. Os dois estão nos planos do técnico Eduardo Baptista para o novo time do Sport que irá mergulhar na reta final do Brasileiro. São 13 jogos do Leão na tentativa de se livrar da zona de rebaixamento. De imediato, ganham uma dura missão de ajudar a estancar os problemas defensivos. Afinal, a equipe segue com a segunda defesa mais vazada, com 36 gols sofridos. Está atrás apenas do Vitória, vazado 42 vezes.

Como trunfo, Léo Ortiz e Durval carregam o fato de terem treinado juntos boa parte desta Série A no time reserva. Nesse momento, os zagueiros desenvolveram um contato maior e passaram a cultivar uma amizade. Já dentro das quatros linhas, os dois se veem com características complementares e, agora, miram colocar um fim definitivo neste cenário de constantes mudanças e inseguranças no setor.

“Ele sempre foi um cara que eu quis jogar. Casualmente, era o único que eu não tinha jogado. A gente até comentava que queria uma oportunidade assim. Como Eduardo (Baptista) salientou, a gente se completa. Ele é um cara com uma experiência muito grande e estou no meu segundo ano como profissional. Está sendo muito importante para mim fazer dupla com um cara que tem um nome grande não só aqui no Sport mas no Brasil inteiro”, afirmou o atleta de 22 anos, que está emprestado pelo Internacional até o fim desta temporada.
O complemento ao qual Ortiz se refere foi endossado, de fato, pelo técnico Eduardo Baptista que optou por manter a dupla mesmo após Ronaldo Alves cumprir suspensão automática. Segundo o treinador, a dupla é capaz de aliar aspectos interessantes que podem ajudar o time na recuperação que precisa de maneira urgente nesta Série A.

“São jogadores que se completam. Primeiro, pela experiência e pela juventude. O posicionamento e a liderança do Durval com a velocidade do Léo. Conseguimos compactar bem as linhas, com uma recuperação boa. O Léo ainda tem um passe qualificado. Ele pode achar um meia nosso, um extremo nosso, por trás. São jogadores que se combinam. Eles fizeram um bom jogo (contra o Corinthians). Tomamos os gols e, quando se toma gols, se expõe erros. Mas, foi muito mais por falha do sistema do que dos dois”, avaliou o treinador.

Pontos a melhorar

É justamente no passe que Léo Ortiz acredita que já pode apresentar uma melhora no jogo contra o Palmeiras, às 18h deste domingo, na Ilha do Retiro. Segundo ele, a falta de jogos em sequência acaba atrapalhando na confiança do jogador. “Acho que no jogo com o Corinthians, por não estar jogando, não consegui ter a saída de bola com um passe qualificado que é minha característica. Espero que, agora, contra o Palmeiras, consiga me soltar um pouco mais”, declarou.

Duplas de zaga do Sport na Série A

Ronaldo Alves e Ernando – 14 jogos
Ronaldo Alves e Durval – 4 jogos
Léo Ortiz e Ronaldo Alves – 3 jogos
Léo Ortiz e Ernando – 2 jogos
Ernando e Durval – 1 jogo
Léo Ortiz e Durval – 1 jogo
df.superesportes.

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Na reta final, Durval e Léo Ortiz viram titulares e tentam pôr em prática parceria – O Itaqui Notícias Na reta final, Durval e Léo Ortiz viram titulares e tentam pôr em prática parceria | O Itaqui Notícias