Em busca de amenizar momento ruim no Brasileiro, Cruzeiro enfrenta Santos para dar sequência ao sonho do hexa da Copa do Brasil

Publicado por 1 de agosto de 2018 às 08:45

O Cruzeiro terá a oportunidade nesta quarta-feira, às 19h30, contra o Santos, de amenizar o momento ruim que vive na temporada em função das duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro, para Corinthians (2 a 0) e São Paulo (2 a 0). Mais do que isso, terá a chance de dar sequência ao objetivo de conquistar o hexacampeonato da Copa do Brasil. O duelo na Vila Belmiro é o primeiro das quartas de final do torneio mata-mata. A volta será realizada no Mineirão, em 15 de agosto.

Estreia nacional do VAR

A partida em Santos marcará o início, no futebol nacional, da utilização do árbitro de vídeo, o VAR (sigla em inglês de video assistant referee). Usada na Copa do Mundo da Rússia, a tecnologia ajudou a esclarecer dezenas de lances polêmicos e foi considerada um sucesso. A CBF decidiu arcar com os custos do sistema a partir das quartas de final da Copa do Brasil. O custo será de R$ 40 mil a R$ 50 mil por jogo, dependendo do estádio. Nesta quarta, o árbitro goiano Wilton Pereira Sampaio será auxiliado pelos assistentes de vídeo Rafael Traci, Alex Ang Ribeiro e Luiz Flávio de Oliveira.

O VAR poderá interferir nas seguintes situações: gol, não gol, penalidade, sem penalidade, cartão vermelho direto e identificação equivocada.

Cruzeiro quer reação

Como de praxe nas grandes partidas, Mano Menezes fez mistério e comandou trabalhos com portões fechados na Toca da Raposa II. Em relação ao último jogo, a derrota por 2 a 0 para o São Paulo, no Mineirão, a tendência é que pelo menos três novidades sejam confirmadas na equipe titular. Lucas Silva, que cumpriu suspensão, e a dupla Robinho e Thiago Neves, preservados em função de desgaste muscular, deverão voltar ao time nas vagas de Ariel Cabral, Rafinha e Mancuello.
A partida contra o Santos também tem um valor muito especial para Thiago Neves. Muito criticado pelas atuações recentes e até vaiado pelo torcedor cruzeirense em alguns jogos, o meia retornará depois de ter a oportunidade de recuperar a condição física, e precisará dar uma resposta. O camisa 30 formará a primeira linha de ataque com Robinho e Arrascaeta. Barcos deve seguir como centroavante. Ao conversar com os jornalistas na véspera do jogo decisivo, Lucas Silva defendeu o companheiro e analisou o adversário, que também vive instabilidade no ano.
“O Santos vive um momento de instabilidade, perdeu o último jogo (1 a 0, para o América, na Vila, pelo Brasileirão), tem mudança de treinador. Toda mudança gera um desconforto no início. Precisamos aproveitar isso. A gente não tem culpa do que acontece da parte de lá. Temos que chegar, fazer o nosso futebol e já fazer um bom resultado neste primeiro jogo”, disse, antes de falar sobre Thiago Neves. “Ele é um jogador muito importante. No ano passado, decidiu grandes jogos na Copa do Brasil. Passa por um momento de não fazer gol, de não dar assistência, mas a gente confia muito”, complementou.
Em 2017, ano de sua contratação pelo Cruzeiro, Thiago Neves assumiu o protagonismo do elenco e foi decisivo na conquista da Copa do Brasil. Em 13 jogos na competição, contabilizou dois gols e seis assistências. E quando o time lidou com disputas por pênaltis contra Grêmio (semifinal) e Flamengo (final), teve frieza para converter a última cobrança e garantir as vitórias. Já no Brasileiro, o meia somou 11 gols em 33 presenças e ajudou o time a terminar em quinto lugar. Em 2018, Thiago é vice-artilheiro da equipe com 9 gols marcados.
Retrospecto
Se depender do retrospecto, as chances de o Cruzeiro passar pelo Santos nas quartas de final são grandes. Até aqui, mineiros e paulistas se encontraram em quatro oportunidades por torneios mata-matas. A Raposa levou a melhor em três delas e perdeu apenas em uma.
Em 1966, o clube celeste encantou o país ao conquistar a Taça Brasil com duas vitórias sobre o Santos de Pelé. Já em 2000, venceu o adversário alvinegro pelas semifinais da Copa do Brasil. A única eliminação aconteceu em 2006, na segunda fase da Copa Sul-Americana. O Santos venceu nos pênaltis. O último encontro foi em 2014, quando o Cruzeiro mais uma vez levou a melhor nas semifinais da Copa do Brasil (1 a 0 no Mineirão e 3 a 3 na Vila Belmiro).
Santos
Em momento de muita instabilidade, o Santos terá a estreia do técnico Cuca nesta quarta-feira. O novo comandante orientou apenas um treinamento antes do jogo contra o Cruzeiro, mas já estará no banco de reservas. A principal baixa é o meia-atacante Eduardo Sasha, que teve diagnosticada lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Renato, Leo Cittadini e Jean Mota são as opções para substitui-lo. O atacante Rodrygo chegou a ser dúvida, mas ficará à disposição para o duelo.
SANTOS X CRUZEIRO
Santos
Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Dodô; Alison, Diego Pituca e Renato (Leo Cittadini); Bruno Henrique, Gabriel e Rodrygo. Técnico: Cuca.
Cruzeiro
Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Barcos. Técnico: Mano Menezes.
Motivo: jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data e horário: 1º de agosto de 2018 (quarta-feira), às 19h30
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (FIFA/GO)
VAR: Rafael Traci, Alex Ang Ribeiro e Luiz Flávio de Oliveira
Fonte:df.superesportes

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Em busca de amenizar momento ruim no Brasileiro, Cruzeiro enfrenta Santos para dar sequência ao sonho do hexa da Copa do Brasil – O Itaqui Notícias Em busca de amenizar momento ruim no Brasileiro, Cruzeiro enfrenta Santos para dar sequência ao sonho do hexa da Copa do Brasil | O Itaqui Notícias