Projeto no Recanto da Emas capacita mulheres em corte e costura

Publicado por 22 de agosto de 2018 às 08:22

Numa sala com cerca de 20 máquinas de costura, um grupo de mulheres de idades variadas presta atenção nas orientações das professoras. Com olhares curiosos e, ao mesmo tempo, atentos ao novo ofício, o grupo começa a enxergar na costura a oportunidade de alcançar a realização pessoal e profissional.

Inaugurado ontem, no Recanto das Emas, o projeto Oficina de Costura Mais Renda, Idealizado pelo Grupo Mulheres do Brasil e pelos institutos Levvo e Proeza, vai capacitar cerca de 60 mulheres de baixa renda. Também serão realizadas palestras sobre empoderamento feminino, finanças pessoais e autoestima.
Além de aprender a customizar e bordar peças de vestuário como saias e calças, as participantes terão a oportunidade de produzir pães numa cozinha industrial. Assim como a produção dos pães, as peças bordadas serão vendidas pelas alunas — uma forma de garantir renda extra ao fim de cada fase das oficinas.
Animada, Antônia diz que conheceu o projeto por meio do Proeza e afirma que ter a oportunidade de complementar a renda familiar com o próprio trabalho é uma forma de realização pessoal e de empoderamento.
“Eu quero aprender alguma coisa para melhorar a vida, ajudar na renda de casa, faço o bordado, mas a costura vai ajudar mais ainda. É uma coisa que você vai aprender para o resto da vida, é um empreendimento, mas que ainda dá tempo para cuidar da casa e dos filhos”, acrescenta. Sobre as dificuldades e os segredos em aprender a arte da costura ela dá uma dica: “Tem que ter atenção, porque as máquinas são novas, mas, com cuidado, a gente vai aprendendo”.

Lindinalva Amaro: “Além de complementar a minha renda, quem sabe, no futuro, eu possa montar meu próprio negócio”(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Empolgação

Mas há na turma aquelas que nunca tiveram contato com o ofício, é o caso de Lindinalva Amaro da Silva, 48 anos. Ela, que ficou sabendo do projeto por intermédio de uma vizinha, não esconde a empolgação de estar ali e, antes mesmo do início das aulas, faz planos para o futuro.
“Além de complementar a minha renda, quem sabe, no futuro, eu possa montar meu próprio negócio, por meio dessas aulas. Mas é preciso evoluir, passar esse aprendizado para outras pessoas. Não é difícil aprender, basta querer”, diz Lindinalva.
A maioria dos colaboradores do projeto Costura Mais Renda é feita de voluntários. O espaço onde funcionarão as oficinas foi cedido pela Administração Regional do Recanto das Emas, e a manutenção das máquinas, assim como o pagamento das professoras responsáveis pelas aulas de costura e de panificação, serão feitos pela Fundação Banco do Brasil, um dos apoiadores do projeto.
Para Laura Oliveira, fundadora do instituto Levvo, o projeto tem um só, e grande, objetivo: empoderar as mulheres. “Nós estamos fazendo um trabalho de geração de renda, não de assistencialismo. Porque a gente acredita que se a pessoa tiver independência emocional, a independência financeira fica mais fácil.”

Experiência

Ela explicou que no grupo há também mulheres que têm experiência em costura, e que, por essa razão, os cursos serão divididos de acordo com o nível de conhecimento de cada participante. Em relação aos materiais utilizados, destaca que qualquer pessoa pode doar peças de roupa, além de doações em dinheiro.
Kátia Ferreira, idealizadora do Proesa, ressalta a importância do projeto na vida das alunas das oficinas e diz que muitas delas, encaminhadas pelo Centro de Referência de Assistência Social  (CRAS), não têm nenhuma fonte de renda.
Ao fim da oficina inaugural, sorrisos orgulhosos, peças coloridas e muito entusiasmo para o início das aulas. Com início previsto para setembro, serão formadas quatro turmas num total de 60 participantes. Até o fim do ano, o projeto deve expandir-se para as regiões da Estrutural e de São Sebastião.
 
Fonte:Correio Braziliense

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Projeto no Recanto da Emas capacita mulheres em corte e costura – O Itaqui Notícias Projeto no Recanto da Emas capacita mulheres em corte e costura | O Itaqui Notícias