Morador da Asa Sul é preso por suspeita de matar mulher jogando do 3º andar

Publicado por 7 de agosto de 2018 às 08:30

Um morador da Asa Sul foi preso por suspeita de ter jogado a mulher da janela do apartamento, no início da noite de segunda-feira (7). Carla Graziele Rodrigues Zandoná, de 37 anos, despencou do terceiro andar e caiu no gramado. Ela foi levada ainda com vida para o Hospital de Base, mas não resistiu até chegar lá.

O marido, Jonas Zandoná, de 44 anos, foi levado à delegacia com sinal de embriaguez. Ele resistiu à prisão e declarou não se lembrar de nada.

Carla Graziele Rodrigues Zandoná, que morreu ao cair de apartamento (Foto: Reprodução/TV Globo)

Carla Graziele Rodrigues Zandoná, que morreu ao cair de apartamento (Foto: Reprodução/TV Globo)

Feminicídio

Uma vizinha, que é bombeira, passava pelo local no momento da queda e prestou os primeiros socorros. O Corpo de Bombeiros foi acionado em seguida.

Segundo o sargento Sérgio Pereira, da Polícia Militar, ela apresentava um corte profundo no pescoço. Outro fato que chamou a atenção foi a forma como ela caiu. “Foi encontrada de costas ao chão”, o que descartaria a hipótese de suicídio, declarou.

Por isso, o caso é investigado como feminicídio. Vizinhos afirmam que, minutos antes da queda, o casal estava brigando e que discussões do tipo eram constantes.

Jonas Zandoná, que foi preso por suspeita de arremessar a mulher (Foto: Reprodução/TV Globo)

Jonas Zandoná, que foi preso por suspeita de arremessar a mulher (Foto: Reprodução/TV Globo)

“Inclusive já com histórico de ocorrência registrada na delegacia por enquadramento na Lei Maria da Penha por agressão tanto dela para com ele quanto dele para com ela”, continuou o sargento Pereira.

Entrada forçada

Para entrar no apartamento da 415 Sul e prender Jonas Zandoná, os policiais precisaram arrombar a porta porque ele se negou a abrir.

“Quando nós entramos, estava com uma faca na mão. Ordenamos que ele largasse a faca por três vezes. Na terceira, ele largou a faca, fizemos a imobilização e o colocamos sentado no sofá. Aí fomos indaga-lo o que tinha acontecido”, afirmou Pereira.

Centro de Trauma do Hospital de Base, onde mulher chegou a ser levada (Foto: Reprodução/TV Globo)

Centro de Trauma do Hospital de Base, onde mulher chegou a ser levada (Foto: Reprodução/TV Globo)

O apartamento passou por perícia. Câmeras de segurança podem ajudar nas investigações. O dono do apartamento é um homem de 75 anos. Policiais relataram que ele, Jonas e Carla mantinham um relacionamento amoroso e os três moravam juntos. O idoso estava em casa durante a briga do casal, mas como tem problema de audição, supostamente não ouviu nada.

Fonte:G1

O marido, Jonas Zandoná, de 44 anos, foi levado à delegacia com sinal de embriaguez. Ele resistiu à prisão e declarou não se lembrar de nada.

Feminicídio

Uma vizinha, que é bombeira, passava pelo local no momento da queda e prestou os primeiros socorros. O Corpo de Bombeiros foi acionado em seguida.

Segundo o sargento Sérgio Pereira, da Polícia Militar, ela apresentava um corte profundo no pescoço. Outro fato que chamou a atenção foi a forma como ela caiu. “Foi encontrada de costas ao chão”, o que descartaria a hipótese de suicídio, declarou.

Por isso, o caso é investigado como feminicídio. Vizinhos afirmam que, minutos antes da queda, o casal estava brigando e que discussões do tipo eram constantes.

Jonas Zandoná, que foi preso por suspeita de arremessar a mulher (Foto: Reprodução/TV Globo)

Jonas Zandoná, que foi preso por suspeita de arremessar a mulher (Foto: Reprodução/TV Globo)

“Inclusive já com histórico de ocorrência registrada na delegacia por enquadramento na Lei Maria da Penha por agressão tanto dela para com ele quanto dele para com ela”, continuou o sargento Pereira.

Entrada forçada

Para entrar no apartamento da 415 Sul e prender Jonas Zandoná, os policiais precisaram arrombar a porta porque ele se negou a abrir.

“Quando nós entramos, estava com uma faca na mão. Ordenamos que ele largasse a faca por três vezes. Na terceira, ele largou a faca, fizemos a imobilização e o colocamos sentado no sofá. Aí fomos indaga-lo o que tinha acontecido”, afirmou Pereira.

Centro de Trauma do Hospital de Base, onde mulher chegou a ser levada (Foto: Reprodução/TV Globo)

Centro de Trauma do Hospital de Base, onde mulher chegou a ser levada (Foto: Reprodução/TV Globo)

O apartamento passou por perícia. Câmeras de segurança podem ajudar nas investigações. O dono do apartamento é um homem de 75 anos. Policiais relataram que ele, Jonas e Carla mantinham um relacionamento amoroso e os três moravam juntos. O idoso estava em casa durante a briga do casal, mas como tem problema de audição, supostamente não ouviu nada.

Fonte:G1

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Morador da Asa Sul é preso por suspeita de matar mulher jogando do 3º andar – O Itaqui Notícias Morador da Asa Sul é preso por suspeita de matar mulher jogando do 3º andar | O Itaqui Notícias