Garotos se juntam a treinos com a seleção entre sonhos e futuro incerto

Publicado por 23 de maio de 2018 às 09:38

Teresópolis (RJ) – Será como brincar de faz de conta com uma dose considerável de realidade. Seis jogadores com idade entre 16 e 19 anos se juntarão à seleção brasileira para completar o time nas primeiras atividades com bola que Tite realizar na Teresópolis, entre quinta-feira e sábado. É a chance de viverem o auge de uma carreira no futebol, nem que seja por alguns dias.

Lucas e Marrony, do Vasco, terão a companhia do zagueiro Vitão, do Palmeiras, dos laterais Vitinho, do Cruzeiro, e Weverson, do São Paulo, e do atacante Brenner, do São Paulo. Para alguns deles, será a única vez que vestirão a camisa amarela e pisarão no gramado da Granja Comary. Por isso, a ordem é aproveitar cada segundo.

– Muitos dos jogadores que foram convocados estavam esperando por isso. Já nós fomos pegos desprevenidos. Estou um pouco ansioso, estou feliz. Vai ser uma experiência muito boa para a carreira. Estaremos ao lado de jogadores que víamos na televisão, no videogame. Estar concentrados com eles não tem preço – afirmou o atacante Lucas.

O medo de errar dá um frio na barriga, ele admite. Já Marrony resume a oportunidade com poucas palavras e sinceridade:

– Vai ser muito louco.

O fato é que lembrança de agora não quer dizer necessariamente que no futuro esses garotos conseguirão vencer o cruel funil que é fazer parte da seleção brasileira. Os cinco jogadores do Fluminense chamados para completar os treinos da seleção brasileira quatro anos atrás, sob o comando de Luis Felipe Scolari, são exemplos disso. Gustavo Scarpa, hoje no Palmeiras, é o único que conseguiu ser convocado de verdade. Os outros jamais sentiram de novo o gostinho da camisa do Brasil.

Ainda assim, se deixar levar pela “convocação” de Tite é tentador demais. Lucas e Marrony serão pegos no Vasco por uma van da CBF e levados até a Granja Comary. Dormirão nos mesmos quartos remodelados que abrigam Neymar e os outros, experimentarão o novo centro de excelência de R$ 17 milhões que a entidade bancou justamente para deixar a seleção de Tite mais próxima do hexa. No fim das contas, sonhar não custa nada, como já dizia o samba.

– Quando eu era bem mais novo, brincávamos e dizíamos que na Copa de 2018 estaria na seleção. Isso, de certa forma, está se realizando. Só de estar com eles, já me sinto parte do grupo – destacou Lucas.

Onde estão os cinco garotos que completaram os treinos da seleção em 2014:

Wendel – Tinha 18 anos quando treinou com a seleção na Granja Comary. O zagueiro deixou o Fluminense sem atuar entre os profissionais. Atualmente defende o Martigues, da Quarta Divisão da França.

Robert – Tratado como joia do Fluminense, era velho conhecedor da Granja Comary em 2014, onde treinava com as seleções de base do Brasil. Com passagem pelo Barcelona B, não vingou desde então, rescindiu com o Tricolor no começo deste ano e atualmente está sem clube.

Wellington Carvalho – O zagueiro já tinha 21 anos quando treinou com a seleção de Felipão. Não convenceu pelos profissionais do Tricolor e atualmente defende o Tombense.

Danielzinho – O meia ainda tem contrato com o Fluminense e atualmente está emprestado ao Oeste, de São Paulo. Tinha 18 quando treinou na Granja Comary com a seleção.

Gustavo Scarpa – É quem mais se destacou dos cinco que treinaram com a seleção em 2014. Chegou a ser convocado por Tite para defender a seleção principal, no amistoso contra a Colômbia, em 2017. Atualmente defende o Palmeiras.

 

Por:Extra

Fonte:

Tags:  
Link de Acesso a Matería
Garotos se juntam a treinos com a seleção entre sonhos e futuro incerto – O Itaqui Notícias Garotos se juntam a treinos com a seleção entre sonhos e futuro incerto | O Itaqui Notícias